Obrigado por visitar o Informa+

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador, fornecer funcionalidades de redes sociais, personalizar conteúdos, anúncios e analisar o tráfego no site. Consente? Pode alterar as suas definições de cookies em qualquer altura.

PUB
Categories: Televisão
| Em
09/01/2020 10:23

Netflix obrigada a retirar filme polémico da Porta dos Fundos

O episódio especial de Natal da Netflix levantou polémica junto dos vários grupos religiosos. O caso chegou mesmo a tribunal, com um juiz do Rio de Janeiro, a ordenar que o conteúdo deixasse de estar disponível na plataforma.

PUB

O juiz desembargador Benedicto Abicair, da 6.ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou ainda uma multa de 150 mil reais, cerca de 33 mil euros, por cada dia que a Netflix demore a executar a ordem.

“Retirar o programa é o mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, maioritariamente cristã”, explicou.

O juiz refere ainda que “configura um ato de intolerância religiosa e um discurso de ódio, ao retratar, na véspera de Natal, Jesus Cristo como um homossexual pueril, namorado de Lúcifer, Maria como uma adúltera desbocada e José como um idiota traído por Deus”.

A Netflix por enquanto ainda não reagiu a esta ordem judicial e o conteúdo ainda está disponível.

O episódio de 46 minutos satiriza o regresso de Jesus depois de 40 dias no deserto em jejum.

Gregódio Duvivier interpreta o papel de Jesus, em versão gay, que volta a casa dos pais Maria e José com “o amigo”, personagem interpretada por Fábio Porchat.

PUB
Gostar da página do Informa+ no facebook. Clique ➜
Partilhar
Mais informação sobre: NetflixPorta dos Fundos
PUB
Comente. Dê a sua opinião
PUB