in

“No dia anterior tinha sido agredido”: pai de menino atropelado no Seixal relata bullying ao filho

CM

O pai do jovem atropelado no Seixal falou em exclusivo ao CM sobre o episódio da passada quinta-feira. O progenitor admitiu que o menino de 13 anos “tinha sido agredido” no dia anterior, revelando ainda episódios de bullying no passado.

“Quando fui informado do atropelamento nem queria acreditar”, admitiu, revelando que o jovem tinha sido já interpelado no passado, “com outros intervenientes”. O pai revelou que não conhecia as agressoras, que já não se encontravam no local.

O menino contou ao pai que teria sido ele a atirar-se para cima do carro.

José recusou-se a falar com a mãe da agressora quando esta o tentou contactar. “Não queremos entrar em acordos nem nada. Felizmente o João está vivo, e se o João estivesse morto? Se tivesse sido uma fatalidade?”, questionou o pai.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Sugestões para ti