Noiva morre na Amadora a atirar buquê

0 37

O casamento de Celeste Biagué e Rui, realizado no passado sábado na Amadora, decorria com normalidade, até ao momento de atirar o buquê de flores.

Foi nessa altura que a mulher, com 42 anos, sofreu um ataque cardíaco, acabando por morrer.

Familiares e amigos ficaram em choque com o sucedido. As damas de honor tiveram de receber assistência.

Celeste, natural da Guiné-Bissau, tinha problemas cardíacos e veio para Portugal para fazer tratamentos.

A mulher, que será sepultada na sua terra natal, deixa dois filhos.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Comente, dê a sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado.