NOS lança primeiro ‘smartphone’ de quinta geração em Portugal e é da Huawei

A NOS vai lançar o primeiro ‘smartphone’ 5G (quinta geração móvel) em Portugal e é da Huawei, fabricante chinesa cujos produtos foram vetados pelos Estados Unidos, anunciou hoje a operadora de telecomunicações liderada por Miguel Almeida.

Este é o primeiro telemóvel 5G lançado em Portugal, numa altura em que ainda não se sabe como é que vai ser feita a atribuição das licenças desta tecnologia no mercado português, a qual vai permitir maior velocidade de transmissão de dados e maior conectividade entre objetos, entre outras características.

O lançamento será feito no sábado e o telemóvel inteligente escolhido foi o da Huawei, tecnológica que tem sido notícia pelas acusações de alegada espionagem por parte dos Estados Unidos, país que baniu os seus produtos.

Perante esta polémica, Bruxelas pediu aos Estados-membros que analisassem os riscos nacionais com o 5G, aguardando-se até final do ano medidas comuns que mitiguem eventuais ameaças.

Washington, que proibiu a Huawei de participar na implantação do 5G no país, está também a pressionar os aliados a tomarem medidas semelhantes.

Hoje, em comunicado, a NOS reitera a sua aposta na “inovação e pioneirismo”, assumindo-se como “o primeiro operador a lançar um ‘smartphone’ preparado para o 5G no mercado nacional”.

“O Huawei Mate 20 X 5G é o primeiro terminal comercial preparado para a quinta geração de comunicações móveis no nosso país e chega aos portugueses, através da NOS, no próximo sábado”, refere a operadora de telecomunicações.

Em 18 de julho último, num encontro com responsáveis da Huawei Portugal em Lisboa, o diretor de consumo da tecnológica chinesa no mercado português, Tiago Flores, tinha avançado que Portugal iria ter um telemóvel 5G da marca antes de a tecnologia ser implementada no país.

Sobre a polémica que envolve a Huawei, o presidente da NOS, em 08 de março último, tinha afirmado que uma eventual decisão da Europa no sentido de não permitir o desenvolvimento do 5G com base nas redes da tecnológica chinesa levaria a um “atraso de pelo menos dois anos” nesta matéria.

Sobre as acusações dos Estados Unidos, o gestor disse na altura tratar-se de “especulações na base de a empresa ser chinesa e de um país chinês”, sublinhando que até ao momento a NOS não tinha “nenhuma evidência de problemas de segurança com a Huawei”.

O ‘smartphone’ funciona na rede 4G e estará disponível ‘online’ e nas lojas da NOS a partir de 03 de agosto.

A Europa é o maior mercado da Huawei fora da China: de um total de 50 licenças que a empresa detém para o 5G, 28 são para operadoras europeias.

“Recorde-se que Portugal está entre os Estados-membros da União Europeia a dar todos os passos para que o 5G seja disponibilizado, de forma comercial, em pelo menos uma cidade até ao próximo ano e para que haja uma cobertura mais abrangente até 2025”, salienta a NOS.

Outros conteúdos na web

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Recomendados

Recomendados