in

Objetivos climáticos da UE implicam reforço financeiro — Governo

Lisboa, 08 jun 2020 (Lusa) — A ministra da Agricultura defendeu hoje que Portugal é dos países que mais contribui para a ambição climática e ambiental, notando que estes objetivos da União Europeia, apoiados pelo ‘green deal’, implicam um reforço financeiro.

Maria do Céu Albuquerque participou hoje numa videoconferência do Conselho Europeu de ministros da Agricultura, que teve como tema as estratégias da biodiversidade e ‘Farm to Fork’ (do ‘Prado ao Prato’).

Em comunicado, o Ministério da Agricultura avançou que, durante a reunião, a governante referiu que Portugal “é já um dos países com maior número de medidas que contribuem para a ambição climática e ambiental, com grande enfoco na sustentabilidade e na segurança dos alimentos”.

Maria do Céu Albuquerque sublinhou também que Portugal se revê nos objetivos da União Europeia no que se refere ao ambiente e ao clima, reforçados pelo ‘green deal’, mas ressalvou que as metas “são ambiciosas” e, por isso, implicam “um reforço financeiro” compatível.

De acordo com o Governo, Portugal está empenhado neste processo e quer que a transição seja “efetiva e justa” para o setor agrícola.

A estratégia do ‘Prado ao Prato’, que visa um sistema alimentar saudável e respeitador do ambiente, a estratégia para a biodiversidade 2030, iniciativas do Pacto Ecológico Europeu, pretendem contribuir para a neutralidade climática para a agenda da Comissão Europeia para os objetivos de desenvolvimento sustentável.

Deixe uma resposta

Loading…

0

AR discute colocação de túmulo de Aristides de Sousa Mendes no Panteão Nacional

Covid-19: Brasil confirma 525 mortes e 18.912 casos do novo coronavírus no domingo

Sugestões para ti