in

OE2020: Catarina Martins pede a Costa que “não caia na tentação da autossuficiência”

Lisboa, 17 jun 2020 (Lusa) — A coordenadora do BE pediu hoje ao primeiro-ministro para que resista à “tentação da autossuficiência” e à “retórica de imposição”, considerando que Orçamento Suplementar “fica aquém do necessário”, mas que há condições para fazer avanços na especialidade.

No encerramento do debate na generalidade do Orçamento Suplementar, com abstenção do BE já anunciada, a líder bloquista, Catarina Martins, defendeu que é possível “ir mais longe”, assinalando que “o esforço que este orçamento faz é inferior, em percentagem do PIB, ao de outros países europeus”.

“O Governo não deve adotar uma retórica de imposição. Ao longo desta crise soube trabalhar com as forças do parlamento. Agora, numa hora de escolhas importantes, senhor primeiro-ministro, não caia na tentação da autossuficiência”, apelou.

Apesar do Orçamento Suplementar ficar “aquém do necessário”, Catarina Martins considera que “o parlamento tem condições” para fazer os avanços que são precisos.

“Tem as condições constitucionais, como demonstram anteriores processos de alteração da lei orçamental, e tem as condições políticas”, avisou.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Orçamento Suplementar é um balão de oxigénio para as famílias e empresas — Costa

OE2020: Governo aprova fusões para criar para banco de fomento de apoio às empresas – Costa