in

OE2020: PEV reconhece “sinais positivos” mas abstém-se na generalidade

Lisboa, 17 jun 2020 (Lusa) — O Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) reconheceu hoje “sinais positivos” dados pelo Governo no Orçamento Suplementar, anunciou a abstenção na votação na generalidade e prometeu insistir na proposta de “`lay off´ “sem penalizações salariais”.

No encerramento do debate, na generalidade, do Orçamento Suplementar, o deputado do PEV José Luís Ferreira reconheceu os “sinais positivos” dados pelo PS no documento, como “os avanços ao nível das condições de acesso ao subsídio social de desemprego ou ao nível do Rendimento Social de Inserção” ou ainda “as medidas em torno dos trabalhadores independentes”, e “a criação de uma contribuição adicional para o setor bancário”.

Apesar disso, o PEV considerou que orçamento do Governo para dar resposta à crise causada pela pandemia de covid-19, que deverá ditar uma recessão de 6,9%, “é ainda insuficiente face à gravidade da situação”, pelo que optou por “abster-se na generalidade”.

Para a fase seguinte, o debate na especialidade, antes da votação final global, no final do mês, os Verdes prometem apresentar contributos que consideram “importantes nas respostas que se impõem”.

E anunciou que a sua bancada vai insistir “no ‘lay off’ sem penalizações salariais”, na criação de “um Fundo de Tesouraria para as Micro e Pequenas Empresas” na “aposta na reciclagem, como forma de dar resposta a um problema ambiental, mas também como forma de potenciar a criação de postos de trabalho.

 

Deixe uma resposta

Loading…

0

Von der Leyen nota que a meio do caminho UE e Reino Unido estão longe de acordo

OE2020: PCP abstém-se para tentar orçamento final “substancialmente diferente”