in

Pai mata bebé de sete semanas e culpa mãe

Adobe Stock

Um bebé com sete semanas faleceu após ter sido violentamente espancado pelo pai, Brian Penn, na Escócia. A criança ainda foi levada para o hospital, onde ficou ligada ao suporte de vida durante dois dias. O bebé acabaria por falecer nos braços da mãe.

O pai é agora acusado de homicídio e está em prisão preventiva, após a autopsia ao corpo do bebé ter revelado que a criança terá sofrido um fratura no crânio “sangramento e grave lesão cerebral, além de costelas partidas”. Quando questionado sobre a culpa do crime, Brian disse ter sido a mãe que o maltratou. No entanto, as perícias indicaram o contrário.

Numa noite de novembro de 2017, o pai entrou com o bebé ao colo no quarto onde a mãe dormia e chamou a atenção para o facto da criança não estar a respirar corretamente. O pai tentou realizar manobras de reanimação e Kaleb foi levado para o hospital, mas acabou por não resistir.

No hospital Kelly-Anne, a mãe do bebé, relembra ao jornal “The Sun” o sofrimento que passou. “Quando eles desligaram as máquinas, passaram Kaleb para mim e eu segurei-o até o coração parar de bater”. “Eu precisava dele de volta. Parecia que ele ainda respirava”, afirmou.

Em tribunal ficou provado que o pai infligiu maus tratos ao bebé e não houve arrependimento por parte do acusado, que está agora a cumprir sentença.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Sugestões para ti