PUB
Categories: Mundo
| Em
29/11/2019 10:53

Pai solteiro adota menina com síndrome de Down rejeitada por 20 famílias

Luca Trapanese, de 41 anos, decidiu adotar uma criança com síndrome de Down.

PUB

O homem decidiu assumir o papel de pai solteiro depois de ver a menina, que foi dada para adoção pela mãe por ter a doença, ser rejeitada por 20 famílias.

“Quando a segurei nos braços, foi uma alegria. Senti que ela era minha filha imediatamente”, disse ao Bored Panda.

O italiano desde os 14 anos que lida de perto com realidades duras. Passou grande parte da sua adolescência a visitar o melhor amigo Diego no hospital, quando este enfrentou um cancro terminal.

“A morte de Diego deixou-me uma profunda consciência do significado de viver com uma doença. Foi por isso que comecei a voluntariar-me com uma igreja em Nápoles para ajudar pessoas gravemente doentes e crianças com deficiência”.

Luca inscreveu-se num programa de adoção em 2017.

“Disseram-me que só receberiam uma criança com problemas”. Mas isso não importou.

Alba entrou na vida do italiano em Julho.

“Foi a primeira vez que segurei um bebé recém-nascido. Antes daquele momento, sempre tive medo. Mas, quando vi a Alba, sabia que estava pronto para ser o pai dela”.

PUB
Partilhar
Patricia Runa

Licenciada em Ciências da Comunicação, abraço este novo desafio, para poder "voar" numa profissão que ainda pode fazer a diferença.

Mais informação sobre: AdoçãoItáliaSindrome de Down
PUB
Comente. Dê a sua opinião!
PUB