in

Parlamento aprova na generalidade diploma do PSD que altera financiamento eleitoral

Lisboa, 10 jul 2020 (Lusa) — O parlamento aprovou hoje, na generalidade, o projeto de lei social-democrata que pretende retirar aos partidos políticos a responsabilidade por despesas de campanha realizadas sem autorização central, com as abstenções do PS, PCP, BE, CDS-PP e PEV.

Este diploma, que admite que os juros de empréstimos bancários para financiar campanhas entrem nas despesas eleitorais, teve apenas os votos contra do PAN e do deputado único da Iniciativa Liberal. A deputada não inscrita Cristina Rodrigues também se absteve.

Vários projetos das restantes forças políticas que pretendiam ou o fim da isenção de alguns benefícios fiscais, ou a redução das subvenções públicas aos partidos e campanhas foram rejeitados.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Plano 2020/2030: Recuperação deve centrar-se nas pessoas, defende Costa Silva

Covid-19: Marcelo alerta que pandemia tem criado novos sem-abrigo