in

PIB caiu 2,4% mas 15% dos trabalhadores perderam 100% do rendimento – BE

Porto, 15 mai 2020 (Lusa) — A coordenadora do BE alertou hoje que, enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) caiu 2,4%, 15% dos trabalhadores perderam 100% do rendimento, destacando o “papel do Estado” para evitar que a crise se transforme numa “profunda recessão e catástrofe social”.

PUBLICIDADE

“Sabíamos que isto [a queda do PIB] aconteceria com a paralisação de atividade [devido à pandemia de covid-19]. Nem sequer se deve às medidas de confinamento nacionais, é um problema mundial. Mas, quando o PIB desce 2,4%, há 15% dos trabalhadores em Portugal que perderam o rendimento 100 % do rendimento e mais de 60% dos trabalhadores perderam rendimento”, observou Catarina Martins no Porto, após uma reunião com trabalhadores precários da Casa da Música.

Para a coordenadora do BE, o “papel do Estado” e as suas escolhas são fundamentais “para evitar que a crise não se transforme numa profunda recessão e numa catástrofe social”.

O Produto Interno Bruto (PIB) português caiu 2,4% no primeiro trimestre do ano face ao mesmo período de 2019, devido aos efeitos económicos da pandemia de covid-19, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

PUBLICIDADE

Receba notícias de última hora e ainda informações importantes sobre Portugal e o mundo, basta clicar no gosto ➜  

Receba notícias de última hora e ainda informações importantes sobre Portugal e o mundo, basta clicar no gosto ➜  

Deixe uma resposta

Loading…

0

ARTIGOS RECOMENDADOS

Covid-19: Impor distanciamento nas creches é “uma violência sem nome” – Eurico Reis

Covid-19: Bancos receberam mais de 300 mil pedidos de moratórias de créditos – APB