Pizzi esclarece “polémica” com Bruno Fernandes

Pizzi, jogador do Benfica, esclareceu o desentendimento com Bruno Fernandes no dérbi de Alvalade, a contar para a jornada 20 da Liga NOS.

Foi um dos gestos que mais deu que falar. Pizzi, numa das imagens mais partilhadas, aparecia alegadamente a mandar calar Bruno Fernandes, colocando o dedo à frente da boca, para mandar calar o oponente.

Em entrevista à Sport TV, esta segunda-feira, o jogador do Benfica conta o que aconteceu.

“No jogo para o campeonato, salvo o erro, aconteceu um lance entre nós e que, pela dimensão que as redes sociais têm hoje em dia, quiseram passar uma ideia errada daquilo que se passou. Aparece uma imagem e parece que eu o mandei calar. Nem de perto nem de longe isso aconteceu pela relação de amizade que temos. Dentro de campo essa relação de amizade fica de lado, negócios à parte, mas longe de mim faltar ao respeito ao Bruno. Faço essa chamada de atenção”, começou por dizer o médio do Benfica.

“Tivemos os nossos desentendimentos como já tive com muitos amigos meus. No final desse jogo acabámos por trocar a camisola e isso é o reflexo da nossa amizade. É um grande jogador do nosso futebol. Oxalá continue assim na Seleção. É um bom miúdo, não parece mas ainda é. Fico muito feliz pela época dele. Quero desejar-lhe a melhor sorte para a final da Taça.”, acrescentou.

O médio do Benfica assegurou ter uma boa relação com o rival, mas aponta-lhe uma faceta “chata”.

“Eu sou chato dentro de campo mas ele consegue ser 10 vez mais chato do que eu. É bom porque é uma maneira de estar ativo dentro do campo. Lá dentro também sou uma pessoa completamente diferente, com toda a pressão e com tudo o que lá se passa. As coisas alteram-se”, concluiu.

Recomendados

Recomendados

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Outros conteúdos na web