Polícia humilhado por comprar almoço em serviço dá resposta

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Uma mulher atacou um polícia por este se ter dirigido a uma cadeia de restaurantes de comida rápida durante o seu horário de trabalho.

“Enquanto você está aqui a comer, há criminosos que precisam de ser apanhados lá fora”, terá dito a mulher.

Andre Owen, que trabalha na polícia de Sussex, em Inglaterra, decidiu compartilhar o momento no Twitter e respondeu à mulher alegando que, além de ser uma autoridade, era também um ser humano e precisava de se alimentar.

“Para a senhora que me desprezou por comprar comida durante o serviço”, começou por escrever, dirigindo-se diretamente à mulher. “Eu não parei desde as 07h05 desta manhã, nem mesmo para ir à casa de banho. Estou a mais de 160 quilómetros da minha estação e termino dentro de 45 minutos. Tenho ainda pela frente uma viagem de duas horas pelo menos”, reagiu Andre, de 25 anos.

Andre explicou que eram duas da tarde quando fez a primeira paragem desde que começou a trabalhar, estava cansado, tinha fome e tinha ainda pela frente mais uma viagem de 160 quilómetros até ao seu posto, além da quantidade de papéis para preencher quando chegasse.

Em jeito de conclusão, o jovem escreve que os “polícias também são seres humanos”.

A publicação tocou várias pessoas e muitas foram as mensagens de apoio enviadas a Andre que agradeceu prontamente.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendações

Recomendações

Comente e partilhe a sua opinião!

Vídeo do dia