in

Porto vai ter novo centro de vacinação no futuro Parque de Saúde do Cerco em Campanhã

Adobe Stock

O Porto vai ter um novo centro de vacinação para covid-19 no futuro Parque de Saúde do Cerco, em Campanhã, sendo a sua instalação comparticipada pelo município, revela uma proposta da maioria municipal liderada pelo independente Rui Moreira.

O apoio à atividade de vacinação vai ser discutido na reunião do executivo de segunda-feira, onde a maioria municipal vai propor a celebração de um contrato com a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte).

Na proposta a que a Lusa teve hoje acesso, o vereador da Habitação e Coesão Social, Fernando Paulo, assinala a necessidade de o Agrupamento de Centros de Saúde Porto Oriental (ACeS) incrementar a atividade de vacinação Covid-19 para a população em geral.

“Este incremento vai traduzir-se na instalação de um centro de vacinação no futuro Parque de Saúde do Cerco, sito à Rua Dr. José Marques, em Campanhã, e na continuidade do espaço de vacinação já existente e instalado na Unidade de Saúde de Vale Formoso, sita à rua Vale Formoso 466, em Paranhos”, pode ler-se no documento.

Para a boa operacionalização da continuidade do espaço já existente na Unidade de Saúde de Vale Formoso, a maioria indica que há a necessidade “de manter a ampliação da zona de recobro” para permitir a vacinação do maior número de pessoas no mais curto espaço de tempo possível.

Por lado, para que seja possível o funcionamento do novo centro de vacinação do ACeS no Parque de Saúde do Cerco é necessária a instalação de estruturas amovíveis para inoculação.

Considerando o incremento da atividade de vacinação por parte do ACes Porto Oriental de maior relevância, a maioria municipal propõe-se cooperar com este agrupamento, através de uma comparticipação financeira necessária num valor não superior a 12.500 euros.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.137.725 mortos no mundo, resultantes de mais de 148,6 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.973 pessoas dos 835.563 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Sugestões para ti