Categories: Portugal
| Em
21/10/2019 17:44

Portugueses resgatados em segurança. “Estávamos bem mas não conseguíamos avisar a nossa família…”

Os quatro espeleólogos portugueses que estiveram desde sábado presos na gruta de Cueto-Coventosa, em Espanha, foram resgatados em segurança, na tarde desta segunda-feira.

A saída da gruta aconteceu por volta das 16h55. Carlos Mendes, Luís Sousa, Daniel Pinto e António Afonso saíram pelo próprio pé do interior da gruta, depois da descida do nível das águas.

“Nós estávamos bem mas não conseguíamos avisar a nossa família”, conta um dos espeleólogos à saída da gruta, cita o Correio da Manhã.

Sobre as condições destes últimos três dias, o português diz que “não foram maus” e que não passaram frio e tinham mantimentos para se alimentarem.

Recorde-se que o grupo do Clube de Montanhismo Alto Relevo de Valongo, iniciou a travessia por volta das 11h30 de sábado. Um dia depois, os colegas com falta de notícias deram o alerta.

Patricia Runa

Licenciada em Ciências da Comunicação, abraço este novo desafio, para poder "voar" numa profissão que ainda pode fazer a diferença.

Mais informação sobre: Cueto-CoventosaEspanhaGruta