in

Praias de Grândola “inauguram” hoje época balnear na costa alentejana

Nove praias do concelho de Grândola “inauguram” hoje a época balnear na costa alentejana com a vigilância de nadadores-salvadores, incluindo Troia-Mar com a maior lotação autorizada de 3.500 utentes.

As praias de Melides, Aberta-Nova, Carvalhal, Comporta, Galé-Fontainhas, Pego, Troia-Bico das Lulas, Troia-Mar e Camarinhas, no concelho de Grândola, distrito de Setúbal, são as primeiras do litoral alentejano a contar com a presença de nadadores-salvadores, a partir de hoje e até 30 de setembro.

Segundo a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), as praias de Melides, Comporta, Carvalhal e Pego têm uma lotação máxima de 2.000 utentes cada, Troia-Bico das Lulas terá capacidade para 1.900 pessoas e Camarinha para 1.100 utentes.

Seguem-se, ainda no concelho de Grândola, a praia Atlântica, cuja época balnear abre na segunda-feira e se prolonga até 15 de setembro, e a Troia-Galé, com vigilância entre os dias 27 deste mês e 31 de agosto, ambas com capacidade para 1.300 pessoas cada.

No concelho de Odemira, onde a época balnear decorre a partir de segunda-feira e até 15 de setembro, a praia das Furnas-Mar é a que tem maior capacidade, atingindo os 1.500 utentes, mais 100 do que a da Franquia, com 1.400, enquanto a praia Furnas-Rio terá capacidade para 1.000 pessoas e a do Malhão Norte para 800.

Já a praia do Farol poderá receber, segundo a APA, 700 utentes, Malhão Sul terá uma lotação para 600, Zambujeira do Mar fica com uma capacidade de 500 pessoas, Almograve Norte de 300, Carvalhal de 200 e as praias de Alteirinhos e Almograve Sul para 100 pessoas cada.

As praias do concelho de Santiago do Cacém contam com a vigilância de nadadores-salvadores entre os dias 20 deste mês e 15 de setembro e podem receber em simultâneo 2.900 pessoas.

Segundo a proposta divulgada no ‘site’ da APA, a praia da Costa de Santo André terá capacidade para 2.500 pessoas e da Fonte do Cortiço terá uma lotação de 400 pessoas.

No concelho de Sines, cuja época balnear decorre entre 27 de junho e 27 de setembro, as praias Vasco da Gama e São Torpes, conhecida pela água quente e pela prática do surf, terão uma capacidade para 2.000 pessoas cada, seguindo-se a praia da Vieirinha/Vale Figueiros (1.300 utentes), Ilha do Pessegueiro (700 pessoas) e a Grande de Porto Covo (300).

“Este ano, pelo que temos constatado, nas reuniões com os municípios, vai haver um reforço de nadadores-salvadores, mesmo em algumas praias que não são de uso balnear”, avançou à agência Lusa o comandante da Polícia Marítima de Sines, Rui Filipe.

Além dos nadadores-salvadores, “que são contratados pelos concessionários ou pelos municípios”, a Capitania do Porto de Sines “garante ainda a segurança marítima e a assistência a banhistas, através da Estação Salva-Vidas de Sines”, referiu.

Este ano, devido à pandemia de covid-19, “vamos empenhar militares que exercem outras funções na capitania no patrulhamento e na vigilância da costa”, acrescentou o também responsável da Capitania do Porto de Sines.

O dispositivo será ainda reforçado com viaturas do programa de vigilância motorizada e com seis militares da Marinha, mais dois do que no ano passado.

“À semelhança do ano passado, vamos contar com duas viaturas todo-o-terreno, do projeto ‘Seawatch’, que vão estar estacionadas em Vila Nova de Milfontes (Odemira), para cobrirem o sul e o norte da área de jurisdição da Capitania do Porto de Sines, e um reforço de seis militares da Marinha”, explicou.

Devido ao limite do número de banhistas a frequentar as praias vigiadas, o comandante da Polícia Marítima de Sines manifestou preocupações em relação às “zonas não vigiadas e praias mais isoladas” da costa alentejana, alertando para as restrições ao estacionamento junto às praias.

“As pessoas só devem estacionar nos locais autorizados e se decidirem ir para locais onde não existe parque de estacionamento vamos ter de fazer um controlo para evitar um estacionamento desordenado e um número exagerado de pessoas nas praias”, concluiu.

Este ano, devido à pandemia de covid-19, os areais de uso balnear da costa alentejana, num total de 30 praias, têm capacidade para receber em simultâneo 36.600 utentes.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Wall Steet fecha em alta a recuperar da derrocada de quinta-feira

José Tolentino Mendonça vence Prémio Europeu Helena Vaz da Silva 2020