in

Prémio Estação Imagem Coimbra decorre a partir de 05 de julho com oito exposições

Coimbra, 24 jun 2020 (Lusa) – O Prémio Estação Imagem 2020 Coimbra, que chegou a estar adiado sem data, devido à covid-19, vai arrancar a 05 de julho, com a inauguração de oito exposições, foi hoje anunciado.

O Prémio Estação Imagem, que decorre pela terceira vez em Coimbra, vai realizar-se “em condições particulares ditadas pelos condicionalismos de proteção de saúde”, estando prevista a inauguração de oito exposições, a atribuição dos prémios de fotojornalismo e outras iniciativas, anunciou hoje a organização, em comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo esta nota de imprensa, haverá uma “exposição inédita e de dimensão mundial”, na Sala da Cidade, intitulada “SOS Clima”, sobre a urgência ambiental e os efeitos das alterações climáticas, numa iniciativa que reúne trabalhos de cinco agências internacionais: Agence France-Presse, The Associated Press, European Pressphoto Agency, Getty Images e Reuters.

Essa exposição vai ficar em Coimbra até finais de setembro, acrescentou a organização.

A exposição “Hong Kong: A luta pela liberdade”, de Felipe Dana, da Associated Press, e “Fim Do Califado”, reportagem de Ivor Prickett feita para o The New York Times, são outras das propostas para a edição deste ano.

Coimbra recebe ainda a exposição “Guardiões da Vida Selvagem”, de Brent Stirton, “A Caravana”, de Guillermo Arias, sobre as migrações da América Central para os Estados Unidos, e “Rusgas às Favelas”, trabalho de Patrick Chauvel, no Rio de Janeiro.

O olhar de Sarah Blesener sobre a militarização de jovens nos Estados Unidos e na Rússia, e a exposição “Na Terra”, de Ana Brígida, vencedora da Bolsa Estação Imagem 2019, são outras das exposições que serão inauguradas no dia 05 de julho.

As exposições vão ocupar espaços do Convento São Francisco, do Edifício Chiado, da Casa Municipal da Cultura, do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha e do Centro Cultural Penedo da Saudade.

O júri da edição deste ano do Prémio Estação Imagem, presidido por Patrick Chauvel, reuniu-se através de meios digitais para decidir os vencedores dos diversos prémios.

Também através de meios digitais vão decorrer as aulas abertas sobre edição e fotojornalismo.

A data e o local para o anúncio e entrega dos prémios deste ano ainda não estão definidos. Serão “oportunamente anunciados, em função da evolução das orientações das autoridades de saúde”, explicou a organização.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Empresas em ‘lay-off’ tradicional disparam em maio para 4.629

Covid-19: Madeira mantém 92 casos e apenas dois são ativos