Primeiro Continente originou excursões de todo o país

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Estávamos em dezembro de 1985, quando a abertura do Continente, na Senhora da Hora, Matosinhos, originou uma revolução nos hábitos dos consumidores portugueses.

Foi o primeiro hipermercado em Portugal, e a novidade correu o país.

Pela primeira vez, num mesmo espaço era possível comprar todos os produtos do dia-a-dia. Não tardou a haver excursões de várias regiões do país.

Só no primeiro dia a loucura foi tal que a loja fechou à meia-noite com as prateleiras completamente vazias.

Para conseguir alguma ordem e garantir a segurança, a entrada chegou a ser controlada por um apito, que anunciava o fechar de portas, para reabrir à saída dos outros.

Por dia, cerca de 15 mil pessoas visitavam diariamente o Continente, gastando em média cerca de 10 contos (50 euros).

A euforia era de tal ordem que vendiam-se 300 aparelhos de vídeo e 500 bicicletas por dia, assim como 36 toneladas de açúcar e 2000 caixas de garrafas Martini, aos fins de semana.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Qual a sua opinião?