Proteção Civil alerta para risco de cheias na bacia do Tejo e em Coimbra

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Depois de ter sido acionado o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo na manhã deste sábado, a Proteção Civil emitiu um novo alerta para risco de inundações também no concelho de Coimbra.

O Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo foi acionado este sábado, em nível de alerta amarelo, devido à previsão de alagamentos e inundações decorrente da subida dos caudais do rio Tejo, bem como o Plano Especial de Emergência para Cheias e Inundações no Concelho de Coimbra.

Em comunicado, a Autoridade Nacional de Proteção Civil refere que está a ser dedicada especial atenção “às bacias do Tejo, Vouga (Águeda) e Douro (Tâmega), assim como todas as dos restantes afluentes a norte do Tejo”.

Em comunicado, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém adianta que a chuva que se tem sentido em Portugal e em Espanha “gerou um aumento considerável dos níveis hidrométricos e caudais do rio Tejo especialmente nos provenientes de Espanha”.

“Mantendo-se a situação atual, prevê-se que que os caudais lançados no Rio Tejo possam atingir os 2000m3/s em Almourol, ao longo do dia de hoje”, refere o comunicado.

Desde as 23 horas de sexta-feira que os caudais estão acima dos 1500m3 constituindo-se como “fator de risco muito significativo no galgamento das margens do Rio Tejo, tendo-se verificado hoje pelas 7 horas o maior caudal lançado pelo conjunto das barragens com influência no Rio Tejo com 2297m3/s”, salienta a Proteção Civil.

“Perante os dados verificados e as consequências previsíveis”, a Comissão Distrital de Proteção Civil decidiu ativar o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo no seu nível amarelo.

Parque de estacionamento submerso em Constância

Segundo o CDOS de Santarém, as consequências do mau tempo já se fizerem sentir em alguns locais, nomeadamente em Constância, onde o parque de estacionamento junto ao Rio Zêzere ficou submerso, na Estrada Municipal 1348, entre Vale de Figueira e Ribeira de Santarém, onde o trânsito está condicionado.

Para as próximas horas, as previsões apontam que devem ficar submersas a Estrada Nacional 365 em Ponte do Alviela, a Estrada Municipal que liga Ribeira de Santarém a Vale de Figueira, a EN 365 em Palhais/Ribeira de Santarém e o parque de estacionamento da Ribeira de Santarém.

Perante esta situação, o Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém aconselha a população das zonas ribeirinhas do distrito a tomar medidas de precaução.

Proteção Civil aconselha algumas medidas preventivas

Entre as medidas enunciadas em comunicado, a Proteção Civil aconselha a retirar das zonas adjacentes, “normalmente inundáveis, equipamentos agrícolas, industriais, viaturas e outros bens”, assim como a “colocar os animais em locais seguros”, retirando os rebanhos que se encontram nas zonas de risco. Além disso, refere também que as estradas ou zonas alagadas não devem ser atravessadas, quer com viaturas, quer a pé.

Recomendações

Recomendações

Comente, dê a sua opinião!