Categories: Atualidade
| Em
13/10/2019 20:48

Próxima edição da ModaLisboa volta a ser na zona do Campo de Santa Clara

Lisboa, 13 out 2019 (Lusa) — As Antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento, em Lisboa, voltam a acolher em março de 2020 a ModaLisboa, numa edição que incluirá designers estrangeiros, no âmbito do projeto United Fashion EU.

À 53.ª edição, que hoje termina, a ModaLisboa abriu ao público o edifício das Antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento, na zona do Campo de Santa Clara, um trabalho que envolveu o Exército, que tem sido presença notória no espaço por estes dias.

“Nós não temos por hábito chegar e instalar-nos, temos por hábito trabalhar com as pessoas, quando existem pessoas residentes nos sítios, como foi com o Mercado da Ribeira, ou com a Cordoaria Nacional, que fomos nós os primeiros a abri-la”, referiu a presidente da Associação ModaLisboa, Eduarda Abbondanza, em declarações à Lusa.

A “cumplicidade” entre as duas instituições que, pelo menos aparentemente, nada têm em comum, começou há cerca de um ano, “exatamente para que [a 53.ª edição da ModaLisboa] ocorresse nesta altura”.

Desde a 1.ª edição a ModaLisboa já se instalou em vários espaços da cidade e, no caso daqueles que têm “pessoas que os habitam”, a associação gosta que estas “estejam felizes de receber” a iniciativa e que “sejam participantes ativos nisso”.

Transformar edifícios encerrados há vários anos em salas para acolher passerelles, exposições ou uma loja temporária exigiu “trabalho entre as várias equipas”.

“Tivemos que fazer o levantamento dos espaços que queríamos utilizar e o Exército teve que retirar muito do equipamento que estava ainda nesses locais”, contou Eduarda Abbondanza.

Mas nem todo o material foi retirado. Na sala que acolheu os desfiles do LAB (plataforma dedicada aos novos talentos), a antiga oficina de confeção, ficaram algumas máquinas de costura e a primeira fila foi criada com vários tipos de cadeiras existentes no espaço.

Nas áreas ao ar livre estavam estacionados jipes e outros veículos militares que serviram de pano de fundo a centenas de fotografias de apreciadores de moda que passaram desde quinta-feira pela ModaLisboa.

Nestas sinergias, o Exército cedeu “uma série de peças de camuflado que já não estava atualizado” à Associação ModaLisboa, que fez “um trabalho de reciclagem desse material, criando os uniformes do ‘staff’ e sacos de imprensa” a partir dessas peças.

Além de descer o espaço, o Exército esteve também presente através dos militares fardados que percorriam o espaço e de elementos da Banda Sinfónica do Exército, que garantiam a música no Wonder Room, a loja temporária que reuniu várias marcas nacionais.

Esta edição acabou por servir de ‘ensaio’ à próxima, marcada para março de 2020, na qual a ModaLisboa vai “receber uma delegação de sete países do projeto Europa Criativa”.

“Precisávamos de mais espaço e na zona do Pavilhão Carlos Lopes não tínhamos. Então viemos antecipadamente, para irmos testando uma série de coisas e porque tínhamos que dividir em dois orçamentos, duas edições, infraestruturas do espaço, rentabilizar”, disse a responsável.

O projeto United Fashion é um programa apoiado pelo programa Europa Criativa da União Europeia, que tem como parceiros, além da ModaLisboa, Baltic Fashion Federation (Letónia), Fashion Council Germany (Alemanha), Fashion Week Skopje (Macedónia), Flanders DC (Bélgica), MAD Brussels (Bélgica), Maisons de Mode Lille-Roubaix (França) e Not Just A Label (Reino Unido).

Este projeto, que dá a alguns dos designers que integram o calendário da ModaLisboa a oportunidade de mostrarem o seu trabalho em sete países diferentes, “tem como objetivo a promoção da criatividade, da inovação e do empreendedorismo dos designers de moda europeus, assim como o aumento das suas oportunidades de negócio”.

Hoje, no quarto e último dia da 53.ª edição da ModaLisboa, na qual são apresentadas as coleções para a primavera/verão do próximo ano, ficaram a conhecer-se as propostas de Carolina Machado, Constança Entrudo, Duarte, Gonçalo Peixoto, Kolovrat, Carlos Gil e Dino Alves.

Na 54.ª edição, em março, serão apresentadas as coleções para o inverno 2020/2021.

Lusa

A Agência Lusa é a maior produtora e distribuidora de notícias sobre Portugal e o mundo, em língua portuguesa. A Lusa acompanha a atualidade nacional e internacional a cada segundo.

Mais informação sobre: Exercito