in

PS e PSD aprovam sozinhos fim dos debates quinzenais, mas com votos contra nas duas bancadas

Lisboa, 23 jul 2020 (Lusa) – PS e PSD aprovaram hoje sozinhos o artigo que põe fim aos debates quinzenais com o primeiro-ministro no parlamento, que passa a ter presença obrigatória para responder sobre política geral apenas de dois em dois meses.

No PS, votaram contra 21 deputados e abstiveram-se outros cinco parlamentares, incluindo o próprio coordenador do grupo de trabalho de revisão do regimento, Pedro Delgado Alves.

No PSD votaram contra cinco deputados e vários outros anunciaram que apresentarão declarações de voto.

O artigo alterado no Regimento da Assembleia da República que substitui os debates quinzenais por debates mensais com o Governo foi avocado para plenário pelo BE e PAN e mereceu o voto contra dos restantes partidos e deputadas não inscritas.

Não participaram nesta votação o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, nem o presidente do PSD, Rui Rio, por se encontrarem a participar, por videoconferência, na reunião do Conselho de Estado.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Verbas europeias são “exequíveis” no plano de recuperação – Costa Silva

Câmara de Lisboa aprova apoio extra para jovens com necessidades especiais de saúde