PUB
Categories: Atualidade
| Em
27/02/2020 10:58

PSD de Castelo Branco diz que descontos nas portagens “são proposta faz-de-conta”

Por Lusa

Castelo Branco, 27 fev 2020 (Lusa) – A distrital do PSD de Castelo Branco afirmou hoje que os descontos nas portagens em sete autoestradas “são uma proposta de faz-de-conta para desviar a atenção da incapacidade manifestada pelo Governo socialista de defender o distrito”.

PUB

“Não nos conformamos com o argumento orçamental utilizado pelo Governo de que esta proposta de redução é a proposta possível perante um quadro de estabilidade financeira. Se houve capacidade orçamental para baixar substancialmente o preço dos transportes públicos nas Áreas Metropolitanas, terá de existir essa mesma capacidade nos territórios de baixa densidade”, afirma, em comunicado, a distrital social-democrata.

A ministra da Coesão Territorial anunciou na quarta-feira, em Macedo de Cavaleiros, descontos nas portagens de sete autoestradas a partir do terceiro trimestre do ano para os “utilizadores frequentes”.

“Vai ser posto em prática no terceiro trimestre deste ano. Estamos a falar de um desconto de quantidade para os veículos classe 1 quer classe 2”, afirmou Ana Abrunhosa, que falava à margem de uma visita no âmbito da iniciativa “Governo mais próximo”, no distrito de Bragança.

Ana Abrunhosa explicou que se trata de “um desconto de quantidades”, exemplificando que a “partir do oitavo dia até ao 15.º dia haverá um desconto de 20% e a partir do 16.º dia até ao final do mês será um desconto de 40%”.

Os sociais-democratas argumentam que se a medida está pensada para ter impacto nos utilizadores locais “está mal desenhada”.

Dão como exemplo um trabalhador que trabalhe num ponto do distrito e se desloque para outro: só terá desconto ao oitavo dia de passagem na A23.

“Como, em média, o mês tem 22 dias úteis, um terço do mês não sofre qualquer tipo de desconto. O exemplo que é dado na comunicação social é um exemplo desfasado da realidade das nossas empresas. A maioria das pequenas e médias empresas que operam no nosso território raramente utilizam a A23. Apenas as grandes transportadoras utilizam a A23 para circulação e não o fazem numa base diária, mas sim numa base semanal ou bissemanal. Se for assim, só irão usufruir da redução na sua última viagem”, sustentam.

A distrital do PSD de Castelo Branco defende a abolição de portagens na A23 e admite que, numa primeira fase de transição para a eliminação de portagens, a metodologia indicada poderia ser transitória.

Neste sentido, propõe a abolição total de portagens para residentes (pessoas e empresas) e, para não-residentes, a aplicação de um número pré-determinado de viagens gratuitas (10 viagens mensais).

Avança ainda com a implementação das reduções desde o dia 01 de abril de 2020 (“em termos turísticos, existe a oportunidade de valorizar o período das Férias da Páscoa, tradicionalmente forte no território”).

“O desafio que deixamos ao Governo é que seja coerente com a sua ação. Não queremos Secretarias de Estado fantasmas, queremos ação efetiva”, concluem.

PUB
Receba notícias de última hora e ainda informações importantes sobre Portugal e o mundo, basta clicar gosto ➜  
Partilhar
PUB
Comente. Dê a sua opinião
PUB