in

PSI20 fecha a ganhar 1,02% com ações da EDP a subirem mais de 4%

Lisboa, 07 jul 2020 (Lusa) – O principal índice da bolsa de Lisboa, o PSI20, contrariou hoje as principais praças europeias ao subir 1,02% para 4.452,22 pontos, com as ações das empresas do grupo EDP a fecharem com ganhos superiores a 4%.

Das 18 cotadas que integram o PSI20, 10 fecharam em alta, a REN ficou inalterada (2,46 euros) e sete ficaram em baixa.

A Ibersol registou a maior valorização, de uns significativos 25,10% para 6,38 euros, seguida das empresas do grupo EDP.

A EDP Renováveis subiu 4,94% para 13,16 euros e a EDP 4,14% para 4,53 euros por ação.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) levantou hoje a suspensão da negociação das ações da EDP e da EDP Renováveis, que vigorava desde segunda-feira à tarde, quando foi conhecido que António Mexia, presidente da EDP, e João Manso Neto, presidente da EDP Renováveis, foram suspensos de funções como medida de coação decidida pelo juiz Carlos Alexandre no caso EDP. Antes da suspensão, os títulos da EDP e da EDP Renováveis eram os que mais perdiam, recuando 2,40% e 2,18%, respetivamente.

Posteriormente, a EDP anunciou que o administrador financeiro da empresa, Miguel Stilwell de Andrade, passou a presidente interino, enquanto a EDP Renováveis nomeou Rui Manuel Rodrigues Lopes Teixeira como novo membro da comissão executiva e administrador-delegado.

O processo das rendas excessivas da EDP, que está há cerca de oito anos a ser investigado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), envolve ainda como arguido João Conceição, administrador da REN, que ficou obrigado, por decisão do juiz na fase de inquérito, ao pagamento de uma caução de 500 mil euros, mas não foi suspenso de funções. As ações da empresa fecharam hoje sem variação (2,46 euros).

Ainda nos ganhos hoje, fecharam o CTT (1,59% para 2,23 euros), Sonae Capital (1,54% para 0,53 euros), Mota-Engil (0,84% para 1,20 euros), Galp (0,66% para 10,62 euros), Corticeira Amorim (0,60% para 10,04 euros), Sonae SGPS (0,54% para 0,65 euros) e Novabase (0,32% para 3,17 euros).

Em sentido negativo, as maiores quedas na sessão de hoje foram da Altri (-2,24% para 4,27 euros), da NOS (-1,59% para 3,58 euros) e da Navigator (-1,36% para 2,17 euros).

Em terreno negativo ficaram ainda Semapa (1,32% para 8,22 euros), BCP (0,91% para 0,11 euros), Pharol (0,59% para 0,10 euros) e Jerónimo Martins (0,40% para 14,82 euros).

No resto da Europa, as principais bolsas terminaram a sessão com quedas. Londres perdeu 1,53%, Madrid 1,44%, Frankfurt 0,92%, Paris 0,74% e Milão 0,10%.

A Comissão Europeia divulgou hoje novas projeções para a economia, agravando a previsão de recuo no conjunto da União Europeia para 8,3% do Produto Interno Bruto (em maio tinha previsto uma recessão de 7,4%) e antevendo que os choques provocados pela pandemia da covid-19 levem este ano a uma contração das economias dos 27 Estados-membros sem exceção.

Para 2021, o órgão executivo comunitário projeta que a retoma seja mais moderada (5,8%, contra a projeção de 6,1% na primavera), compensando apenas parcialmente a queda deste ano.

Para Portugal foi prevista uma contração de 9,8% do PIB, muito acima da anterior projeção de 6,8% e da do Governo, de 6,9%.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: MP investiga festa que terá permitido contágio entre estudantes do Politécnico da Guarda

Caso EDP: Empresa interveio em avaliações do Credit Suisse e Caixa BI às barragens – Tribunal