in

PSP detém ativistas acorrentados em frente ao parlamento pelos direitos dos animais

A PSP retirou hoje da frente da Assembleia da República, em Lisboa, os oito ativistas que esta manhã se acorrentaram às guaritas das sentinelas, num protesto pelos direitos dos animais.

Perto de duas horas depois de os ativistas terem chegado, cerca de 20 elementos da Unidade Especial de Polícia levaram os oito ativistas em braços para carrinhas celulares junto à entrada do parlamento, onde os jovens foram algemados e colocados.

Segundo a PSP, quatro jovens vão ser levados para a esquadra da Lapa e outros quatro para Campo de Ourique.

Antes de serem retirados, o pessoal da Assembleia da República cortou as correntes com que os ativistas se tinham prendido às guaritas.

Ao fundo da escadaria de acesso à porta principal do parlamento, cerca de duas dezenas de manifestantes cantaram e entoaram palavras de ordem em apoio dos jovens que estavam a ser detidos.

O protesto, organizado pela Direct Action International, reclama mudanças na legislação para conceder direitos a todos os animais, sejam ou não de companhia.

Entre as reivindicações deste grupo estão os direitos de os animais terem representação legal, não serem propriedade, não serem mortos, terem um ‘habitat’ próprio e serem resgatados.

Sugestões para ti