in

Três portugueses mortos e um desaparecido em desabamento de escola na Bélgica

Twitter

Três portugueses morreram esta sexta-feira na sequência do desabamento de uma escola em construção em Antuérpia, Bélgica, adiantou à Lusa fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

Numa resposta enviada à agência Lusa, o ministério de Augusto Santos Silva lamentou “profundamente a morte de três cidadãos no desabamento de um edifício” em Antuérpia.

“O MNE acompanha a situação através da Embaixada de Portugal em Bruxelas, que procura contactar as famílias destes cidadãos e prestar todo o apoio necessário no âmbito das suas competências”, referiu.Nove pessoas foram hospitalizadas na sequência do acidente, oito delas estão em estado grave, referem os bombeiros.

As equipas de socorro estão no local e segundo os bombeiros estão a fazer buscas nos escombros para encontrar os desaparecidos. Os portugueses eram funcionários portugueses da Goorden Bouw Service, avança o jornal belga GVA. Segundo o mesmo jornal, os trabalhadores portugueses estavam a instalar fachadas em andaimes quando o prédio desabou.

De acordo com o GVA, o português Carlos Rocha era um dos cinco desaparecidos. A mulher, Adriana, revelou que ainda não conseguiu falar com o marido após o desabamento.

Contactada pelo CM, fonte da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas adiantou que está ainda “a apurar informações relativas a este caso”.

O alerta foi dado pelas 14h45 e o acidente ocorreu na zona de Nieuw Zuid.

(Atualizado)

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Sugestões para ti