PUB
Categories: Portugal
| Em
04/12/2019 15:08

Renas da ‘Capital de Natal’ já foram retiradas por falta de licença

As renas que se encontravam no parque da ‘Capital de Natal‘ em Algés, Oeiras, regressaram ao Refúgio do Magoito, depois da polémica gerada em torno das condições em que os animais se encontravam.

PUB

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) esteve no espaço e constatou que faltava uma licença.

Rui Madureira, da organização, em declarações à Lusa explicou que o ICNF esteve há dois dias na Cidade do Natal, numa primeira visita, e “verificou que estavam reunidas todas as condições para o bem-estar e segurança dos animais, não tendo sido identificados quaisquer constrangimentos”.

No entanto, ao final da noite de segunda-feira, o ICNF voltou e explicou que faltava “uma comunicação estritamente administrativa”.

Trata-se de um decreto-lei de julho que estabelece o regime jurídico aplicável ao controlo, à detenção, à introdução na natureza e ao repovoamento de espécies exóticas da flora e da fauna.

“Nos termos da nova legislação, confere ao ICNF o direito de se pronunciar depois de os promotores [de um evento com a presença de animais] apresentarem um requerimento quando têm em exposição animais exóticos”, explicou Rui Madureira.

O responsável esclarece que se trata de um requerimento “com um caráter informativo, já que nele tem de constar quantos animais são, espécie, o local onde vão estar e o promotor”.

“A inspeção sanitária é da responsabilidade da Câmara de Oeiras, que já esteve por diversas vezes no recinto e já emitiu todas as licenças necessárias e exigidas”.

Assim que a licença seja emitida, as renas deverão regressar ao parque.

Antes e na sequência da onda de indignação gerada, o IRA (Grupo de Intervenção Animal) contactou o ICNF que deu a garantia que os animais seriam retirados no decorrer da noite de segunda-feira.

Leia aqui:

“Bom dia Kira, E., Irados e Iradas,

RESOLVIDO!

No seguimento da onda de indignação contra a utilização de renas na CIDADE DO NATAL, que se encontra a decorrer em Oeiras, o IRA contactou o ICNF (Instituito da Conservação da Natureza e das Florestas), entidade responsável pela preservação destas espécies, que nos garantiu que os animais seriam retirados no decorrer da noite de ontem.

Ainda não conseguimos obter qualquer actualização sobre a presença dos animais, hoje.
Caso alguém tenha conhecimento sobre a permanência dos animais no local, por favor informem-nos.

À semelhança da CIDADE DO NATAL, algumas piscinas e feiras medievais utilizam aves para fotografias com os utilizadores dos espaços, submetendo-as a um período de enorme stress e deslocando-as totalmente do seu habitat natural.

Uma forma de boicote a espectáculos que utilizem estas ou outras espécies, pode ser realizada por todos bastando simplesmente não comprar bilhetes ou frequentar estes eventos.

Não financiem circos, piscinas, feiras ou eventos sazonais que utilizem animais para espectáculos ou interacção com o demais público.

P.S – O equipamento que podem visualizar na fotografia, contrariamente à identificação de açaime feita por terceiros, na verdade trata-se de um cabeção/cabeçada que é também utilizado nos cavalos para condicionamento/orientação.

Partilhem, IRA.”

PUB
Partilhar
Redação

O Informa+ é uma publicação periódica online portuguesa que se dedica à divulgação e partilha na internet de notícias, informações importantes e ainda ferramentas úteis para o seu dia-a-dia.

Mais informação sobre: AlgésCapital de NatalPolémica
PUB
Comente. Dê a sua opinião!
PUB