Saiba se alguém entrou no seu Facebook e proteja-se de intrusos

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

O Facejaking tornou-se numa brincadeira comum entre amigos. Aproveitando-se de alguém que se esqueceu de fazer logout no Facebook, são feitos posts embaraçosos para essa pessoa.

Contudo, há quem aproveite estas desatenções no Facebook para fazer tudo menos brincadeiras.
São conhecidos os casos de pessoas que viram o seu Facebook invadido por alguém com más intenções.

É, por isso, que a rede social com mais utilizadores em todo o mundo tem disponível uma forma de o avisar sempre que a sua conta é aberta num dispositivo pouco habitual. Em apenas quatro passos, pode ficar a saber se a sua conta está a ser utilizada por outra pessoa

– Primeiro, deve ir a definições e escolher a opção “Segurança e início de sessão”.
– Aí, tem que escolher a opção “Recebe Alertas sobre Inícios de Sessão Desconhecidos”.
– Ao escolher essa opção, vai abrir uma janela que lhe permite escolher como receber o alerta. Pode ser através de notificação, de messenger ou e-mail. Assumindo que alguém tenha entrado no seu Facebook sem autorização, talvez a melhor opção seja mesmo receber o alerta por e-mail.
– Não se esqueça de “guardar as alterações” antes de encerrar sessão.

Em caso de ataque, e se já não conseguir fazer nada para impedir a entrada de alguém na sua conta pessoal, pode tentar saber qual é o dispositivo que está a ser utilizado. Em “onde tens a sessão iniciada”, tem a lista de todos os dispositivos que já foram usados para abrir a sua conta de Facebook.

Para além disso, tem a data e a hora em que a sua conta foi aberta nesses aparelhos. Selecionando um desses dispositivos, pode “terminar sessão” ou iniciar todo um procedimento de segurança. Basta escolher a opção “Não és tu?” e depois “proteger a conta”.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?