in

Sérgio Conceição desvaloriza resultados menos bons em Moreira de Cónegos

Vila Nova de Gaia, Porto, 09 jan 2020 (Lusa) – O treinador Sérgio Conceição desvalorizou hoje o facto de o FC Porto não vencer há quatro encontros em casa do Moreirense, mostrando-se confiante para o encontro da 16.ª jornada da I Liga de futebol.

“É normal que se olhe para a estatística e para o histórico, mas o que me preocupa é a equipa do Moreirense, e não o histórico. Temos um desafio difícil pela frente, mas por aquilo que o Moreirense é capaz de fazer em casa, neste momento. Olhando até para as características do relvado, da forma como o Moreirense joga, e todos esses pormenores. É com isso que estamos preocupados”, disse o técnico portista, em conferência de imprensa.

Sobre o adversário, Sérgio Conceição sabe as dificuldades que vai encontrar e garantiu que a equipa está preparada para tudo o que seja apresentado dentro do relvado.

“Esperamos um Moreirense que tem feito um campeonato interessante, principalmente em casa. Trocou há pouco tempo de treinador, e é uma equipa que gosta de jogar. Gosta de assumir sempre que necessário, mas cabe a nós fazer o máximo para contrariar e ganhar o jogo e conquistar os três pontos tão importantes na nossa caminhada”, referiu.

Sérgio Conceição foi ainda questionado sobre o facto de o Benfica estar mais ativo no mercado que o FC Porto, uma questão que levou o treinador a reiterar a confiança no atual plantel portista.

“Fomos muito ativos no início da época. Tenho um plantel que me dá garantias, como já disse três ou quatro vezes. O importante é falar naqueles que tenho cá e num ou noutro jovem que tem capacidade e qualidade para jogar na equipa principal”, respondeu.

Conceição considerou ainda “fundamental” manter a série de vitórias da equipa, uma vez que o FC Porto, segundo classificado a quatro pontos do líder Benfica, tem de ir “atrás do prejuízo”.

“Não nos podemos dar ao luxo de perder pontos, temos de ganhar os nossos jogos. É verdade que temos conquistado muitos pontos, mas o rival também… talvez não se visse igual desde o tempo do Eusébio”, comparou.

Sobre o mercado, o treinador do FC Porto comentou ainda o empréstimo de Bruno Costa, que segue para o Portimonense até final da época.

“O Bruno é um jogador que eu meti na equipa principal a jogar. Tem uma enorme qualidade e acho, tal como ele, que precisa de ter minutos e de uma nova experiência para vir ao de cima a enorme qualidade que ele tem. O FC Porto, incluído o Bruno, achou melhor ir jogar para o Portimonense estes meses, porque lhe podem fazer bem”, afirmou.

Esta semana, o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, admitiu que Sérgio Conceição era o treinador que passou pelo clube com “o espírito mais próximo do que tinha José Maia Pedroto”, com o treinador a mostrar-se honrado com as palavras e a assumir o peso da responsabilidade.

“Vejo com agrado. Tenho uma grande admiração não só pelo presidente, mas pelo senhor Pedroto. É uma honra, mas uma grande responsabilidade. São pessoas que tenho como ídolos. As maiores referências do nosso clube. Fico encolhido e nem sei o que dizer”, admitiu ainda.

O FC Porto, segundo classificado da I Liga, com 38 pontos, desloca-se esta sexta-feira, às 21:15 horas, a Moreira de Cónegos onde vai defrontar o Moreirense, 13.º classificado, com 17 pontos, em jogo a contar para a 16.ª jornada da prova.

Sugestões para ti