in

SIC já reagiu ao caso de pedófilo entrevistado por Cristina Ferreira

A SIC já reagiu ao caso de Miguel Castro, o jovem de 29 anos, que esteve na televisão em entrevistas com Cristina Ferreira e Júlia Pinheiro, a contar a história de que alegadamente tinha sido vítima de maus tratos por familiares.

PUBLICIDADE

Uma investigação do Correio da Manhã conta agora que Miguel Castro é suspeito de abuso sexual de menores.

Nas redes sociais fazia-se passar por um adolescente para chegar à fala com os menores.

Miguel Castro trocou imagens de cariz sexual com uma menina de 13 anos e vai agora responder pelo crime de abusos.

A Cristina Ferreira e a Júlia Pinheiro contou o suposto drama de uma “infância sem amor”.

PUBLICIDADE

“Miguel Castro tinha 6 anos quando foi agredido pela madrasta a ponto de o deixar seis meses em coma. Chegou a viver na rua. Agora tem o sonho de ter uma casa e constituir família.“, lê-se na publicação do Programa da Cristina.

Para além das entrevistas, Miguel Castro participou no ‘Carro do Amor’, programa apresentado por Diana Chaves.

A investigação da Cofina adianta ainda que vários familiares tentaram alertar a estação de Paço de Arcos para as alegadas mentiras de Miguel Castro mas que não obteve quaisquer respostas.

SIC garantiu que só tomou conhecimento do embuste criado depois de todas as participações nos programas.

PUBLICIDADE

“Miguel Castro foi um dos inscritos no casting do programa O Carro do Amor, tendo participado como um dos concorrentes. Este programa terminou em março e nunca até essa data a produtora ou a SIC foram contactadas por alguém com informação sobre o concorrente”, pode ler-se.

“À semelhança do que fez com outros candidatos ao Carro do Amor, o programa Júlia convidou o concorrente Miguel Castro, num programa emitido a 16 de abril. Também por essa data, nem a produtora nem a SIC receberam qualquer contacto sobre o convidado”, continua o comunicado.

“A 27 de setembro, O Programa da Cristina convidou Miguel Castro, com base na sua história de vida: terá vivido uma infância sem amor e pautada por maus-tratos. Depois de ter sido retirado ao pai e à madrasta (que, segundo o próprio, o atirou pela janela), morou um ano no hospital e, mais tarde, passou por duas instituições. No seu procedimento habitual antes do programa, O Programa da Cristina contactou uma das instituições e a madrinha dele numa delas confirmou a história, que levou a avançar com o convite de Miguel Castro para o programa”.

“Nesse dia, 27 de setembro, e só depois de O Programa da Cristina, o atendimento da SIC foi contactado por uma telespectadora que referiu que o convidado Miguel Castro estava indiciado por pedofilia e iria enviar documentação sobre o tema, tendo-lhe sido facultado o contacto eletrónico para o fazer. Desde que recebeu esse mail, a equipa do Programa da Cristina investiga o tema para perceber os contornos da acusação e se existe matéria editorial para algum conteúdo adicional no programa.”.

Receba notícias de última hora e ainda informações importantes sobre Portugal e o mundo, basta clicar no gosto ➜  

Receba notícias de última hora e ainda informações importantes sobre Portugal e o mundo, basta clicar no gosto ➜  

Deixe uma resposta

Loading…

0

ARTIGOS RECOMENDADOS

Liliana Santos arrisca com cabelo cor-de-rosa

Débora Monteiro revela que gostava de ter gémeos