in

Taxas de desemprego no Algarve, Madeira e Lisboa superam média nacional

As taxas de desemprego no Algarve, Madeira e Área Metropolitana de Lisboa superaram a média nacional para o conjunto de 2020, de 6,8%, tendo a região norte igualado este valor, segundo dados do INE.

De acordo com as Estatísticas do Emprego hoje publicadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em 2020, a taxa de desemprego da região Norte igualou a média nacional (6,8%), enquanto as taxas do Algarve (8,3%), da Região Autónoma da Madeira (7,9%) e da Área Metropolitana de Lisboa (7,7%) ficaram acima daquele limiar.

A taxa de desemprego foi de 6,8% em 2020, mais 0,3 pontos percentuais do que em 2019, abaixo da previsão do Governo para o conjunto do ano (de 8,7%).

Abaixo da média ficaram as taxas das restantes regiões: a Região Autónoma dos Açores com 6,1%, o Alentejo com 5,9% e o Centro com 5,6%.

Em relação a 2019, segundo o INE, a taxa de desemprego aumentou em cinco regiões, tendo o maior acréscimo sido observado no Algarve (1,2 pontos percentuais), e diminuiu em duas regiões – Alentejo (1 ponto percentual) e Região Autónoma dos Açores (1,8 ponto percentual).

Relativamente ao quarto trimestre, segundo os dados hoje divulgados, a taxa de desemprego foi de 7,1%, menos 0,7 pontos percentuais face ao trimestre anterior e mais 0,4 pontos percentuais face ao trimestre homólogo.

Em termos regionais, a taxa de desemprego foi superior à média nacional em quatro regiões do país: Região Autónoma da Madeira (10,7%), Algarve (9,9%), Área Metropolitana de Lisboa (7,7%) e Alentejo (7,4%).

No Norte (7%), Centro (5,8%) e Região Autónoma dos Açores (5,5%) as taxas de desemprego ficaram abaixo daquele valor, sinaliza o INE.

Em relação ao trimestre anterior, a taxa de desemprego aumentou em três regiões, com a maior subida a ser observada na Região Autónoma da Madeira (2,1 pontos percentuais), manteve-se inalterada na região Centro e diminuiu em três outras regiões, com destaque para o decréscimo na Área Metropolitana de Lisboa (1,8 pontos percentuais).

Comparando com o mesmo trimestre de 2019, a taxa de desemprego aumentou em cinco regiões e diminuiu em duas.

Os dois maiores acréscimos verificaram-se na Região Autónoma da Madeira (3,7 pontos percentuais) e no Algarve (3,1 pontos percentuais), enquanto os dois únicos decréscimos se observaram no Norte (0,1 pontos percentuais) e na Região Autónoma dos Açores (2,1 pontos percentuais).

O INE refere no destaque de hoje que desde meados de março de 2020 que têm vindo a ser adotadas medidas de salvaguarda da saúde pública relativas à pandemia covid-19 que afetaram o normal funcionamento do mercado de trabalho e, consequentemente, as Estatísticas do Emprego.

“À data, o impacto da pandemia, decorrente das restrições à mobilidade e disponibilidade dos apoios concedidos, continua a influenciar o comportamento do mercado de trabalho”, refere.

Sugestões para ti