Tentou envenenar o marido com leite e matou família

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Uma mulher foi detida por alegadamente ter matado 15 familiares, numa tentativa falhada de envenenar o marido, com quem foi obrigada a casar, no Paquistão.

Aasia Bibi, de Muzaffargar, foi obrigada a casar-se com Amjad Akram, no passado mês de setembro.

Ao fim de dois meses de um casamento marcado pela infelicidade, a mulher, que estaria apaixonada por outro homem, elaborou um plano para matar o marido de 25 anos, colocando veneno num copo de leite.

O plano, só de si macabro, teve uma consequência ainda mais mórbida. É que o copo de leite, em vez de bebido pelo marido, foi utilizado pela sogra para fazer lassi, uma bebida tradicional à base de leite.

A iguaria foi servida a 27 membros da família que, depois de a consumirem, começaram a sentir-se mal, apresentando sintomas de envenenamento.

Quinze dos familiares morreram no hospital e doze continuam internadas em estado crítico.

“Aasia foi forçada a casar com Amjad. Estava infeliz e regressou a casa dos pais poucos dias depois de casar. Mas, a família enviou-a de volta para junto do marido”, disse um polícia, citado pelo “Daily Mail”.

Apesar de no início ter negado qualquer responsabilidade pela morte, a mulher acabou por confessar. Para além de Aasia, o alegado amante e uma tia também foram presos.

Incidentes de envenenamento são comuns naquela zona, onde os casamentos forçados continuam a existir. Ainda no mês passado, um jovem casal recém-casado foi envenenado pela família da noiva.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?