Turistas condenados por fingirem intoxicação alimentar para receber indemnização

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Dois turistas britânicos, que estiveram hospedados em Benidorm, Espanha, foram condenados a uma pesada multa depois de fingirem uma intoxicação alimentar para serem indemnizados pelo hotel.

O plano parecia perfeito. O casal de turistas reclamou uma indemnização individual de mais de 2.500 euros para cada um, junto da cadeia hoteleira TUI, por alegadamente ter sofrido uma intoxicação alimentar durante o período de férias em Benidorm.

Mas a estratégia não correu como previsto e um juiz de Liverpool condenou-os a pagarem uma indemnização de 17 mil euros à empresa. Tudo porque, segundo o jornal espanhol “ABC”, durante o período de férias publicaram fotos nas redes sociais sem qualquer sinal de doença.

“Não posso aceitar que publiquem fotografias de um casal feliz nas redes sociais se as férias foram tão más como dizem”, disse o juiz. “As reclamações dos dois são idênticas, dizem que não conspiraram, mas é claro que não foram escritas por eles”, acrescentou.

O juiz explicou ainda que não foi feita nenhuma reclamação durante o período de férias e que a queixa apenas foi apresentada oito meses depois desse período, não existindo também qualquer prova de intoxicação alimentar.

Não é a primeira vez que um caso destes faz notícia. Recorde-se que em 2017, A Confederação Espanhola de Hotéis e Alojamentos Turísticos denunciou esta situação no seu site oficial. “A paciência da indústria hoteleira espanhola está a chegar ao fim”, pode ler-se na nota. Estima-se que cerca de 90% das reclamações feitas pelos turistas que chegam de Inglaterra são fraudulentas e comportam elevados custos para os hotéis.

O incidente obrigou mesmo a uma intervenção do governo inglês e foram abertas investigações no sentido de evitarem casos semelhantes.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Recomendações

Recomendações

Comente e partilhe a sua opinião!

Vídeo do dia