PUB
Categories: Mundo
| Em
02/12/2019 17:42

Vítimas do ataque em Londres ajudavam ex-reclusos

A Ponte de Londres foi palco de um ataque terrorista, esta sexta-feira. Um homem esfaqueou várias pessoas e acabou por ser abatido a tiro pela polícia britânica.

PUB

Para além do atacante, há ainda a registar mais duas vítimas mortais.

Jack Merritt, de 25 anos, era coordenador do curso “Learning Together”, um programa do instituto de criminologia da Universidade de Cambridge. Naquele dia organizou uma conferência perto do local do atentado.

Foi o pai de Jack que confirmou a notícia nas redes sociais, descrevendo o filho como “um espírito bonito que estava sempre ao lado dos oprimidos” e que acreditava na reabilitação de prisioneiros.

A outra vítima mortal é uma mulher, Saskia Jones, de 23 anos.

A jovem era aluna da Universidade de Cambridge e segundo a família tinha “uma grande paixão por prestar um apoio inestimável às vítimas de injustiça criminal”.

O comunicado da família acrescenta que Saskia tinha o desejo de se “especializar na área do apoio às vítimas”.

Tal como Merritt, a mulher estava na capital inglesa para uma conferência de ex-prisioneiros, na qual também o atacante Usman Klan, tinha permissão para participar.

Também um dos aclamados “heróis”, que ajudou a polícia a imobilizar o atacante, encontrava-se na conferência, por estar a cumprir pena pelo assassinato de uma jovem com deficiência em 2003.

PUB
Partilhar
Patricia Runa

Licenciada em Ciências da Comunicação, abraço este novo desafio, para poder "voar" numa profissão que ainda pode fazer a diferença.

Mais informação sobre: Jack MerrittSaskia JonesVítimas
PUB
Comente. Dê a sua opinião!
PUB