Web Summit: Cerca de 18 mil reservas na plataforma Airbnb durante o evento geram 1,5 ME

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A plataforma ‘online’ de alojamento Airbnb estimou hoje 18 mil reservas em Lisboa entre segunda-feira e quinta-feira, dias em que ocorre a conferência de tecnologia Web Summit, e um impacto de 1,5 milhões de euros.

Em comunicado, a Airbnb nota que este número representa um acréscimo de 20% face a 2016, ano em que ocorreu a primeira edição da Web Summit em Lisboa e no qual foram feitas cerca de 15 mil reservas na plataforma de aluguer de casas e quartos.

Significa também “cerca de 30% do total de participantes no evento deste ano”, nota a empresa.

A Airbnb assinala que os 34 mil anfitriões lisboetas que vão receber estes hóspedes poderão receber um “rendimento extra superior a 1,5 milhões de euros durante os três dias do evento, 25% mais que em 2016, quando obtiveram rendimentos de 1,2 milhões de euros no mesmo período”.

Quanto aos países de origem, a maioria dos hóspedes vem de França, Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos, Holanda e Brasil e usa programa para viagens de negócios da Airbnb.

Citado no comunicado, o representante da empresa em Portugal, Arnaldo Muñoz, sustenta que “a Airbnb tem uma história de sucesso no apoio a comunidades que recebem grandes eventos”, como acontecerá com a Web Summit.

A cimeira tecnológica, que nasceu em 2010 na Irlanda, mudou-se para Lisboa por três anos, com possibilidade de mais dois.

Para 2017, esperam-se cerca de 65 mil pessoas, depois de no ano passado o evento ter registado 53 mil visitantes de 166 países.

Qual a sua opinião?