Cadáver de bebé de 4 meses encontrado em baloiço

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Um casal foi acusado de matar o filho de apenas quatro meses, depois do corpo ter sido encontrado num baloiço, na casa da família.

O cadáver estava já em avançado estado de decomposição quando os serviços de emergência o encontraram.

Segundo a imprensa norte-americana, o bebé foi encontrado pelos paramédicos no apartamento da família na Avenida Hilltop, em Alta Vista, nos EUA, depois dos pais terem chamado os serviços de emergência.

Foram encontradas na roupa e na pele do menino, várias larvas, já em estado de desenvolvimento avançado.

A fralda da criança não era mudada há muito tempo, o menino há muito que não tomava banho e, segundo a análise feita ao estado de decomposição do corpo, o bebé não saía do baloiço onde foi encontrado pelo menos há uma semana.

Cheyanne Harris, de 20 anos e Zachary Koehn, de 28, foram acusados de ameaça e homicídio do filho, chamado Sterling Daniel Koehn.

O casal está agora a aguardar julgamento, agendado para dia dois de novembro, depois de ter pago uma caução no valor de 85 mil euros para sair da prisão em liberdade.

O pai do bebé, quando foi interrogado pela polícia, disse que a namorada tinha alimentado o filho por volta das nove da manhã e, quando foi vê-lo ao berço, por volta das 11h00, já estava morto.

A autópsia realizada ao corpo determinou que o menino estava morto à varios dias e que não morreu de causas naturais, fazendo com que as declarações do pai fossem falsas.

De acordo com as publicações nas redes sociais, Cheyanne e Zachary têm outra filha com dois anos.

Se o casal for considerado culpado, enfrenta uma pena de prisão perpétua.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Qual a sua opinião?