in

Covid-19: Feira Nacional da Agricultura adiada para junho de 2021

Santarém, 02 abr 2020 (Lusa) — A Feira Nacional da Agricultura (FNA), que iria decorrer de 06 a 14 de junho em Santarém, sob o tema da Água, foi reagendada para 05 a 13 de junho de 2021.

Em comunicado, o Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), que acolhe anualmente este evento desde 1994, afirma que a 57.ª edição da Feira Nacional da Agricultura/67.ª Feira do Ribatejo vai realizar-se apenas em 2021 devido aos “momentos difíceis e extraordinários” provocados pela pandemia da covid-19.

O CNEMA, que é detido maioritariamente pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), sublinha que o facto de o país se encontrar em estado de emergência impõe “o cancelamento de atividades que envolvem grupos de pessoas”, iniciativas para as quais a estrutura está vocacionada.

“Avaliando as condições excecionais e a incerteza das próximas semanas decorrente do momento que vivemos, o Conselho de Administração do CNEMA, numa decisão difícil e inédita, concluiu que não estão reunidas as condições para a realização da Feira Nacional de Agricultura/Feira do Ribatejo no próximo mês de junho”, refere a nota.

A administração mostra-se confiante de que será possível ultrapassar “esta contrariedade, que inesperadamente surgiu”, e realizar o certame, que se tem assumido como o maior evento agrícola do país, em junho de 2021.

“Iremos dedicar toda a nossa energia para surpreender todos aqueles que nos visitarem no próximo ano”, afirma, agradecendo “a patrocinadores, expositores, parceiros e visitantes pela confiança que sempre demonstraram na FNA”.

A Feira Nacional da Agricultura teve a sua primeira edição em 1964, associando o seu nome à Feira do Ribatejo, iniciada 10 anos antes no Campo Emílio Infante da Câmara, no planalto de Santarém.

O crescimento do certame, sobretudo a partir dos finais da década de 1970, levou à criação de um espaço próprio, num terreno com 64 hectares, na antiga Quinta das Cegonhas, onde passou a realizar-se desde 1994, sempre em junho.

 

MLL // ROC

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Infarmed pede disponibilidade continua de oxigénio e dispositivos médicos

Covid-19: Primeiro-ministro considera “absolutamente imprescindível” renovação do estado de emergência