in

Município do Porto destruiu 474 ninhos de vespa asiática em 2021

Ninho de Vespa Asiática © Adobe Stock

Ao longo do ano passado, o Município do Porto procedeu ao extermínio de um total de 474 ninhos de vespa velutina, também conhecida como “vespa asiática”. Este número representa um aumento em 175 ninhos destruídos comparativamente ao ano de 2020.

Publicidade

Através da Proteção Civil, a autarquia vem promovendo a destruição dos ninhos que são detetados no concelho como medida de controlo da proliferação desta espécie, numa ação cujos números vêm crescendo de ano para ano. Em 2019, haviam sido destruídos 136 ninhos de vespas asiáticas.

O principal impacto conhecido desta espécie é a predação das abelhas. A vespa asiática representa um risco para a apicultura, produção agrícola, ambiente e também para o bem-estar e a segurança dos cidadãos, embora não seja considerada individualmente mais perigosa para seres humanos do que a vespa europeia.

Quando perturbada, a vespa asiática poderá representar um risco para as pessoas, devido à sua picada. Dada a visibilidade dos ninhos de vespa velutina e a maior probabilidade de contacto com os mesmos, esta espécie pode constituir um risco acrescido para as populações.

Sendo nativa do sudeste asiático, a presença desta espécie de vespa foi confirmada em Portugal, pela primeira vez, em 2011 na região de Viana do Castelo, tendo-se posteriormente expandido pelo noroeste e centro de Portugal. Atualmente, apenas o Baixo Alentejo e o Algarve ainda não foram atingidos.

Em caso de avistamento de ninho, os munícipes do Porto têm ao seu dispor duas formas de reportar: através do Portal do Munícipe ou da Linha Porto. 220 100 220.

A grande vantagem da utilização desta Linha é que o munícipe pode seguir o ponto de situação do processo e é notificado sempre que existe uma alteração na fase/andamento até que este esteja totalmente concluído.

Publicidade